Orientações e estratégias facilitadoras para os cuidadores, familiares e amigos de pacientes com Afasia

Com os avanços tecnológicos no campo da saúde os pacientes com disfunções neurológicas têm uma maior possibilidade de sobrevida. Esse aumento da sobrevida gera um aumento das demandas de atendimento multidisciplinar para este grupo. Dentre as sequelas, encontra-se a afasia, que é a dificuldade parcial ou total de se comunicar. Diante disto, vê-se a necessidade de criar estratégias que podem facilitar a comunicação entre o indivíduo afásico, seus cuidadores e/ou familiares. Esta comunicação alternativa deve ser capaz de ser efetiva para que o paciente possa tanto compreender o que foi dito quanto se expressar de modo que os cuidadores e/ou familiares possam entender o que será falado ou expressado. Para facilitar essa comunicação com indivíduo afásico, abaixo iremos citar algumas estratégias que podem ajudar tanto os cuidadores quanto os familiares:

  1. Utilizar frases simples e falar devagar;
  2. Fale de Frente para a pessoa com afasia;
  3. Permitir que a outra pessoa fale sem ter pressa;
  4. Não tentar completar as frases da pessoa com afasia, dê tempo ao afásico;
  5. Evitar barulhos de fundo como rádio ligado ou janela aberta;
  6. Utilizar desenhos e gestos para explicar uma ideia;
  7. Evitar excluir o paciente com afasia das conversas;
  8. O afásico pode carregar sempre na bolsa ou carteira, um cartão explicando que tem afasia;
  9. Ter um pequeno bloco de notas e uma caneta para poder exprimir ideias através de desenhos, sempre que seja necessário comunicar;
  10. Repita a informação sempre que necessário;
  11. O paciente pode apontar para objetos e locais do qual está querendo se expressar;
  12. Criar um pequeno livro de palavras, imagens e expressões que utiliza frequentemente;
  13. Adotar gestos universais como “pare”, “jóia”, “ok” ou “ali”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *